Projeto UNICOS

O projeto UNICOS, sigla para União Nacional e Internacional de Cidades Organicamente Sustentáveis, tem como objetivo promover a criação e renovação de cidades ecologicamente sustentáveis, a partir da Sinergia dos Sete Pontos para a Sustentabilidade e do aplicativo WhatsNau, que visa integrar informações e técnicas sustentáveis em uma plataforma livre e aberta, acessível para qualquer pessoa no planeta (clique aqui e conheça mais sobre o aplicativo).

DO CONSUMO AO COM SUMO

Atualmente, o descarte de resíduos tem se tornado um grande problema para todas as cidades do mundo. Toneladas de lixo são produzidos diariamente, sendo encaminhados para aterros, lixões poluentes e provisórios, ou descartados incorretamente na malha urbana e na natureza. O projeto UNICOS pretende estabelecer um novo ciclo de renascimento para esses resíduos descartados. A proposta é transformá-los em matéria prima para produção de materiais construtivos (tijolos, pavimentações, coberturas), vitalizando uma eco-arquitetura sustentável, tornando esse recurso vital solução para a geração de uma nova BioEconomia Pragmática, produzindo trabalho e renda, amenização do déficit habitacional e preservação / reconstrução do meio ambiente.

A SINERGIA DOS SETE PONTOS PARA A SUSTENTABILIDADE

Os sete pontos reintegram arte e arquitetura em ambientes sustentáveis, tendo como base os resíduos e utilização de materiais amigos do meio ambiente, como taipas, telhados verdes, madeiras de reflorestamento, poliuretanos vegetais da mamona ou soja. Esta sinergia gera um sistema completo para captação, transformação e aplicação dos produtos e técnicas de arquitetura sustentável, caminhando verso uma conscientização e capacitação da sociedade.

1. ECOPONTO

2. ECOFÁBRICAS

3. CASAS VERDURA

APLICATIVO

WHATS NAU

4. TETOS VERDES

5. BAIRROS VERDES ECODOMÍNIOS

6. PARQUES

ORGANIFICANTES

7. PORTAIS DA SUSTENTABILIDADE

1 - ECOPONTO

 

A comunidade leva seu lixo aos EcoPontos de coleta seletiva - Plásticos, Orgânicos, Minerais, que serão encaminhados às EcoFábricas para serem devidamente reaproveitados. 

2 - ECOFÁBRICAS

As EcoFábricas transformam todos os tipos de resíduos, devolvendo-os às comunidades como:

  • ​ Novos Elementos Construtivos Limpos e Duráveis.

  • Gás;

  • Energia/ Eletricidade

Os materiais produzidos (tijolos, blocos, pisos, coberturas) pelas EcoFábricas poderão ser vendidos, garantindo ofício rentável para as comunidades. A geração de economia local poderá ser obtida através de parcerias PPPPP (Parceria Pública Privada Produtiva Patrimonial), quando os materiais serão destinados a equipamentos urbanos como creches, escolas, habitações, parques - devolvidos para a própria  comunidade : todo este bio-ciclo se processa através de moeda virtual E-Coin – as comunidades levam seu lixo e recebem materiais em troca!  O cartão E-Coin estrutura uma BioEconomia pragmática, contínua e sistêmica!

3 - CASAS VERDURA

As Casas Verdura são resultados práticos do uso correto dos novos elementos, completando um inovador ciclo contínuo Lixo Zero + Arquitetura Sustentável = Energia Renovável.

​Com a desmaterialização e rematerialização dos descartes do município, criam-se novas produtividades socioambientalmente corretas, equalizando economicamente todos os habitantes.

4 - TETO VERDE E PELES ORGÂNICAS

Os tetos verdes, em conjunto com as peles orgânicas (estruturas em torno das habitações para cultivos diversos), geram alimento, conforto térmico e são superfícies captadores de CO2. Em conjunto com processos de reutilização de águas secundárias e hidroponia, garante continuidade produtiva criando microclima interior de qualidade, colaborando para o aumento de áreas verdes,  desaquecimento da atmosfera e absorção do CO2.

5 - BAIRROS VERDES / ECODOMÍNIOS

A integração de unidades habitacionais e equipamentos urbanos geram bairros ecologicamente corretos garantindo:

  • Saneamento adequado, pavimentações ecológicas, parques;

  • Boa alimentação, saúde e melhor qualidade de vida.

São preferenciais básicos para uma correta aplicação da atual Política Nacional de Resíduos Sólidos / Responsabilidade Reversa - Lei 12.305 (10/10/2010). Além disso, esta proposta está alinhada às premissas determinadas pelo Paris COP 21, que visa a redução de gases estufa a partir de 2020, reflorestamento e criação de cidades sustentáveis.

6 - PARQUES ORGANIFICANTES

 

Espaços que viabilizam segurança, contemplação, estabilidade, concomitante com produtividades orgânicas (troca de sementes, viveiros de mudas). A criação destes ambientes fortalece os vínculos mais harmônicos e a sustentabilidade dos homens em seus biomas.

7 - PORTAIS DA SUSTENTABILIDADE

 

Espaços multi-sociais e educacionais localizados nas entradas das cidades e bairros, com o objetivo de orientar e capacitar moradores e turistas para atividades relevantes em todo o município, disseminando inovações em sustentabilidade.

Conheça os projetos realizados pelos Curadores da Terra!

Diversas construções como residências, templos e escolas foram realizadas utilizando nossas técnicas.

Contato

+55 35 99949 8339 /+55 12 99744 9577 (WhatsApp)

Aguazuis: Estrada da Almada, 623, Ubatuba/SP

Arunachala: Bairro Fazenda Velha, Itamonte/MG

Redes Sociais

COPYRIGHT - Curadores da Terra / Associação Verdever, 2020. Site desenvolvido pela Criabrands.